Nossas redes sociais:
sac@comapa.com.br (66) 3411 6500

Blog

publicado em 21 de outubro de 2021

Juntas para porcelanato: os principais tipos e suas funções.

 

As juntas nada mais são do que aquele espaço entre as peças de revestimento. No entanto, sua importância é enorme: elas ajudam a absorver as diferenças entre uma peça e outra (que existem, embora sejam quase imperceptíveis). A junta mais adequada para cada revestimento é definida pelo fabricante, e esse detalhe deve sempre ser consultado antes do assentamento. Além dessa utilidade de “correção” de imperfeições, elas deixam a estética do ambiente mais agradável.

Os principais tipos de juntas são:

  • De movimentação

Sua função é “amortecer” os impactos que podem surgir da base da construção. Assim, não sofre modificações com fenômenos como alteração térmica, mudança de revestimento e movimentação estrutural. 

  • De assentamento 

Essas juntas são preenchidas com argamassa ou rejunte. Sua função é a mesma que descrevemos no começo: corrigir as pequenas imperfeições do revestimento. Além disso, também oferecem mais facilidade na hora de trocar as placas. 

  • De dilatação

São bastante comuns em estruturas de concreto, pois sua função é oferecer espaço para a expansão térmica, evitando fissuras. Também oferecem segurança na obra em relação a cargas mecânicas.

É importante mencionar que não é recomendável fazer a polêmica junta seca, ou seja, não deixar espaço entre um revestimento ou outro. Além de deixar evidente qualquer imperfeição do revestimento, também pode ser perigosa para a sua construção.

Gostou dessas dicas? Não esqueça de nos acompanhar nas redes sociais para ficar por dentro das atualizações do nosso blog.