Nossas redes sociais:
sac@comapa.com.br (66) 3411 6500

Blog

publicado em 29 de maio de 2019

Fuja da sujeira: saiba quais tipos de pisos sujam menos

No momento de escolher um piso para um ambiente ou para todo um projeto, há alguns pontos que devem ser levados em consideração, entre eles o conforto, a temperatura, a localização (cômodos, ambientes externos e internos), o material e a coloração de cada piso.

Entretanto, há um fator que geralmente fica implícito na hora da compra, mas que, se esquecido, pode causar arrependimento pouco tempo depois: como o piso se relaciona com a sujeira.

Por motivos de praticidade e aparência, seja no planejamento, construção ou reforma de um cômodo ou casa, a escolha de pisos que sujam pouco ou tendem a disfarçar a sujeira é quase uma tendência de interiores.

Pisos claros x pisos escuros

Nos pisos claros, a sujeira fica visível mais facilmente, enquanto nos escuros dá para disfarçar um pouco. Mas engana-se quem acha que, mesmo com pisos pretos, a sujeira não pode ser vista.

Principalmente em pisos pretos polidos e não-foscos, a sujeira pode ser observada, assim como marcas de pés e gorduras, e mesmo com sua cor escura ainda dará aquela impressão de que o ambiente não está bem limpo.

Pisos com tons de cinza ou bege são opções a se considerar, principalmente os que possuem veios e pigmentos, não dando tanto destaque à sujeira.

Mas se a melhor escolha é o claro ou o escuro, isso ainda depende de cada tipo de piso a ser usado.

Porcelanato

O porcelanato é um piso rígido e não absorve água ou impurezas por ter baixa porosidade e as juntas formadas pelo rejunte são finas, evitando o acúmulo de sujeira.

Dentro de suas variedades, há porcelanatos com efeitos que imitam madeira, fibra natural e pedras; esta última opção sendo benéfica para disfarçar a sujeira do ambiente.

Porcelanato polido

Seu aspecto brilhoso surge junto a uma desvantagem – é um piso fácil de ser marcado pelos pés que passam por ele e aparenta a sujeira do chão. Entretanto, sua limpeza é prática e simples. Não é recomendado para cozinhas por ser o tipo de porcelanato mais sensível e delicado.

Porcelanato acetinado

Esse é um porcelanato fosco, muito usado em áreas molhadas como banheiros ou áreas de serviço. Por não ter o aspecto brilhoso e não arranhar com facilidade é comumente utilizado em varandas e garagens. Ele é bem simples de limpar uma vassoura macia e um pano úmido já resolve.

Porcelanato esmaltado

É resistente e fácil de limpar. Fica menos visível à sujeira e não cria manchas com o tempo. Recomendado principalmente para ambientes que tendem a molhar, como banheiros e áreas de piscina.

Cerâmica

Disfarçam a sujeira, não mancham e são fáceis de limpar. Entretanto, o rejunte fica encardido com facilidade e sua resistência não é das melhores.

Cimento queimado

É uma opção muito apreciada para pisos por não possuir rejunte, por isso sujar menos, e ainda ser de fácil limpeza. Entretanto, seu uso em cozinhas deve ser bem pensado, pois respingos de gordura podem manchar o revestimento.

E aí, ficou mais fácil decidir qual piso utilizar na sua casa?

Fonte: Hometeka