Nossas redes sociais:
sac@comapa.com.br (66) 3411 6500

Blog

publicado em 13 de maio de 2019

Esquadrias de Alumínio ou Vidro Temperado?

Sabemos o quanto é difícil na hora de escolher os melhores produtos para nossa casa, com preços acessíveis. Afinal… Estamos falando do acabamento e nessa hora tudo é tão caro não é?

A dúvida de hoje é sobre o fechamento da sua casa, como portas e janelas. Qual material escolher? Nós particularmente gostamos mais do design das esquadrias em alumínio, e também das vantagens que ela nos traz.

As esquadrias de alumínio possuem grande longevidade devido à resistência à corrosão, um atributo do alumínio que se complementa aos tratamentos de superfície, como anodização ou pintura.

Em comportamento estrutural, as esquadrias comportam várias folhas móveis, podem ser instalado também telas mosquiteiras, persianas integradas além do vidro. As telas mosquiteiras e persianas podem ser instaladas fixas, móveis (correr) ou de rolo.

Em partes de segurança, as esquadrias de alumínio também saem ganhando por conta do caixilho que é chumbado e não apenas como no vidro temperado as ferragens coladas. Antes das esquadrias de alumínio serem de fato instaladas, é necessário ser chumbado o caixilho, onde o mesmo após a instalação da esquadria ajuda a estanquear não deixando passar vento, nem umidade e nem chuva! Por exemplo, o vidro temperado usa poucas ferragens para instalação e silicone apenas para fixação, o qual ocasiona baixa vedação, passando vento e até chuvas.

A durabilidade das esquadrias de alumínio é fator determinante para sua recomendação em prédios e residências, uma vez que a manutenção das edificações é cada vez mais normatizada e os outros produtos concorrentes não tem como ponto forte a vida útil do material.

Geralmente o vidro temperado é utilizado em fachadas de lojas e vitrines por conta de ter pouca ferragem, ficando conhecida mais por ser de uso comercial.

Ambas as janelas são bonitas e tem seus prós e contras, porém sempre lembramos que são produtos que o cliente compra para o futuro também, não somente para o presente, ou seja, não é um material descartável e tem um valor a ser considerado.

Portanto sempre é bom conhecer um pouquinho mais sobre o produto que você está orçando para futuras comparações de material nos orçamentos.

Fonte: Alubor