Nossas redes sociais:
sac@comapa.com.br (66) 3411 6500

Blog

publicado em 8 de julho de 2019

Dicas úteis para contratar um pedreiro ideal

Ao iniciar uma construção, você tem diversas expectativas e o desejo maior de que ela termine logo. Afinal, fazer uma reforma, construir a casa dos sonhos ou o escritório para o seu negócio é algo que tomará o seu tempo e muitas vezes, a sua paciência.

Mas nem tudo está fora de controle! Com bons profissionais trabalhando ao seu lado, fica mais fácil resolver os problemas e concluir a obra mais rápido do que se esperava.

Para isso, mais do que um bom arquiteto e/ou engenheiro, você precisa contratar o pedreiro certo. É uma tarefa difícil encontrar bons profissionais, mas não impossível. Você precisa pesquisar muito e ter certeza de que os pedreiros que executarão o projeto são, além de capacitados, éticos e idôneos.

Lá vão algumas dicas para você contratar um pedreiro para sua obra!

1 – Para contratar um pedreiro você precisa ter paciência

Não feche negócio com o primeiro profissional que encontrar. Pesquise, busque indicações seguras, converse e troque ideias. Feche com o profissional que mais passar confiança, profissionalismo e tiver boas referências.

Além disso, o ideal é fazer um contrato, com tudo organizado e de acordo com a lei para evitar que o profissional abandone a obra do meio do caminho. Infelizmente, não é nada incomum casos assim.

É possível fazer um contrato de conclusão para evitar possíveis problemas pouco tempo após o término da conclusão. Vazamento, parede rachada ou parte elétrica com problemas pouco tempo depois significa que algo foi feito errado e que o profissional deve se responsabilizar.

3 – Cuidado com o desperdício

Antes de iniciar a obra e contratar um pedreiro, vocês precisam definir qual o material necessário para iniciar a construção. Fique atento ao desperdício ou excesso de lixo produzido, afinal, pode ser que material bom e novo tenha sido jogado fora. Isso encarece a obra.

Para evitar esse tipo de problema, converse com sua equipe e os conscientize de que a economia de materiais é extremamente necessária para garantir o bom andamento da obra, assim todos trabalham em conjunto para evitar desperdícios.

Um profissional qualificado, que fez um bom curso de pedreiro, aprende noções de como realizar corretamente o descarte de materiais da construção civil, e não prejudicar o meio ambiente.

2 – Monitore a obra

Vá diretamente ao canteiro para verificar o andamento da obra. Ao contratar um pedreiro, ele deve saber que será cobrado pelos seus resultados, afinal, você está pagando para isso.

Logicamente, você não precisa ficar em cima do profissional ou cobrar prazos exorbitantes, mas precisa deixar claro que está atento ao processo e que tem conhecimento de causa.

Aliás, o fato de você conhecer um pouco sobre cada etapa, evita que “gambiarras” sejam feitas, as quais claramente causarão problemas no futuro.

4 – Defina a forma de pagamento

Há profissionais que cobram por diária, mas o ideal é pagar por empreita. Isso ocorre porque, no primeiro caso, o pedreiro pode enrolar o processo e atrasar a obra de propósito.

Se fechar, ao contratar um pedreiro por empreita não há esse problema, pois paga-se pelo resultado obtido. Além disso, negocie o pagamento antes, como ele será feito assim como o prazo de entrega.

Fique atento: esse prazo não pode exceder de forma exorbitante, afinal, o profissional consegue definir uma média de prazo e deve cumpri-la.

Finalizando

Ao contratar um pedreiro, você precisa ter paciência e um pouco de sorte, a fim de conseguir uma equipe ou um profissional que trabalhe eticamente e pensando nos resultados.

Vale lembrar também, que a sua obra vai ficar aberta para essas pessoas circularem, então não deixe de considerar o fator “confiança”, peça, indicações e busque referências antes de contratar.

Uma boa referência é quando se trata de um profissional qualificado, que estudou e obteve sua certificação em uma escola que ensina, além de questões técnicas e práticas, valores corretos para o trabalhador crescer e se destacar no mercado.

Fonte: Instituto da construção