Nossas redes sociais:
sac@comapa.com.br (66) 3411 6500

Blog

publicado em 10 de julho de 2019

Dicas para não entupir a sua caixa de gordura

Para facilitar a vida de quem sofre com frequentes manutenções de caixa de gordura, separamos algumas dicas que podem evitar com que isso aconteça. Mas você sabe realmente como é o funcionamento de uma caixa de gordura? Então vamos lá!

Localizado entre o cano que chega da pia e a fossa coletora de esgoto, a caixa de gordura separa as gorduras de toda água utilizada na pia., evitando que tais gorduras atrapalhem a tubulação, ou seja, sua função é fazer com que os materiais gordurosos não prejudiquem a fossa com entupimentos ou algo do tipo.

Agora que já sabe onde a caixa de gordura se localiza e qual é sua função, saiba algumas dicas que podem evitar o mal funcionamento da sua fossa, além das manutenções com muita frequência:

1 – Cuidado com o tipo de líquido utilizado na limpeza: evite utilizar soda cáustica ou água quente, porque, mesmo ambas diluindo a gordura, ela pode ser levada junto com a água, fazendo com que mais tarde endureça dentro do cano que possibilita o contato com a fossa ou até mesmo na própria fossa.

2 – Retire toda “casca” da sua caixa de gordura: nas caixas de gordura, toda sujeira, geralmente, fica como uma “casca” e deve ser tirada completamente. Existem empresas especializadas em realizar essa manutenção ou você pode optar pelo uso de bactérias que “consomem” toda essa sujeira, elas são vendidas em formato de farelo e são encontradas em lojas especializadas.

3 – Tenha cuidado com o que desce pelo ralo da pia: além de gerar entupimento da pia, escoamento lento da água e prejudicar a tubulação, o excesso de material gorduroso também prejudica mau cheiro, podendo até fazer com que a caixa de gordura transborde.

4 – Evite jogar restos de alimentos na pia: assim como o óleo, os restos de alimentos também são muito prejudiciais ao funcionamento da caixa de gordura, quando depositados na pia, porque como o óleo com a água pelo cano e acaba se acumulando na tubulação, os grãos de arroz ou qualquer resto de alimento também pode aderir à parede. Ou seja, o aconselhável é que todo o alimento que restou seja separado antes da lavagem da louça.

5 – Utilize uma fossa ecológica: além de tratar a água, que pode ser reutilizada na irrigação de plantas, a fossa ecológica não agride os lençóis freáticos, garante muito mais economia e não prejudica o meio ambiente.

Fonte: Eco Fossa